Escolha uma seção
 
 


Confira outras ofertas
Clique aqui.


Arrasando
Conheça os relatos dos mergulhadores formados pela PDIC
Perfil
Conheça mais de perto os profissionais PDIC.
Novos profissionais PDIC
Saiba quem são os novos profissionais!

Você que ama o mar e anseia por desafios constantes. Que gosta de estar sempre aprendendo. Você que possui essas características é a pessoa certa para se tornar um profissional no mergulho recreativo.

Descubra como se tornar um profissional PDIC

Participe do fórum PDIC

As dúvidas mais comuns sobre mergulho.

Milhões de pessoas em todo o mundo já aprenderam a mergulhar, então por que não você?

Estimativas indicam que existem mais de 5 milhões de mergulhadores amadores em atividade no mundo e este número cresce a cada dia.  Aqui relacionamos algumas dúvidas freqüentes sobre esta apaixonante atividade: o mergulho.

 

  • É FÁCIL APRENDER A MERGULHAR? 
    Aprender a mergulhar não é difícil, mas como toda nova atividade, exige que o futuro aluno aprenda algumas técnicas e procedimentos. Normalmente o curso é composto de sessões em sala de aula e na piscina, sendo ideal realizar os dois em paralelo. Você aprenderá a teoria na sala, para depois colocá-la em prática na piscina. Na sala de aula você vai aprender tudo sobre pressão, a usar tabelas de descompressão, sinais subaquáticos e navegação, planejar saídas de mergulho, como usar o equipamento e muito mais. 
    O próximo passo são as aulas de piscina, onde você vai aprender a se adaptar ao mundo subaquático. Você usará equipamentos de mergulho completos, além de aprender todos os procedimentos dentro d'água, a manter o equilíbrio, a fim de torná-lo um mergulhador ARRASO. A conclusão do treinamento será feita no mar. Com a ajuda do seu instrutor você terá a oportunidade de pôr em prática tudo aquilo que aprendeu em sala de aula. 
    Aprender a mergulhar pode ser uma gratificante experiência, mas lembre-se: você não aprenderá tudo de uma só vez.

  • QUANTO TEMPO DEMORA PARA APRENDER A MERGULHAR? 
    Isso depende, mas falando de uma maneira geral, você receberá cerca de 30 horas de instrução, além dos mergulhos no mar. Alguns cursos fazem o treinamento durante os finais de semana outros levam duas semanas. Existem também instrutores que ministram cursos em domicílio, sendo esta uma boa alternativa para quem não tem tempo. O importante é a carga horária que você irá receber.
    Mergulhar é uma maneira maravilhosa de escapar do estresse diário e relaxar. O processo de aprendizagem é muito divertido, por isso você não precisa ter experiência. Durante o curso você irá travar contato com diversas pessoas que também estão lá em busca de um pouco de aventura. Não esqueça: o mergulho é, antes de tudo, uma atividade social. 

  • CUSTA CARO APRENDER A MERGULHAR? 
    Não exatamente. Custar caro é um termo relativo e naturalmente isto vai depender de onde você mora, que tipo de curso vai escolher e que tipo de equipamento vai comprar. Muitos instrutores de centros de mergulho aconselham a comprar máscaras, nadadeiras e snorkels de boa qualidade, uma vez que um bom equipamento dura vários anos. Não esqueça que os centros de mergulho merecem e necessitam ter lucro para continuar prestando bons serviços aos mergulhadores. Os instrutores dos centros de mergulho orientam sobre que tipo de equipamento você deve usar, tanto durante o treinamento como nas aulas de mar, além de dar uma idéia do custo total do curso. Antes de começar o curso, sente com seu instrutor e anote os custos de tudo. Desta maneira você não terá nenhuma surpresa quando decidir começar o treinamento. O importante é que você perceba a diferença entre custo e valor. Na maioria das vezes custos baixos estão associados a cursos de baixa qualidade. 

  • MERGULHAR É SEGURO? 
    As modernas técnicas de treinamento foram desenvolvidas durante décadas a fim de garantir que o sistema educacional possa produzir mergulhadores com segurança. Por causa disto, a atividade de mergulho pode ser considerada uma das mais seguras. O equipamento, treinamento e os instrutores trabalham juntos para tornarem esta atividade a mais segura possível, mas você é parte importante do sistema. A segurança do mergulho está diretamente ligada ao nível de investimento do mergulhador em equipamentos e treinamento. 
    Fique tranqüilo. Segundo estatísticas internacionais você está tão propenso a um acidente fatal no mergulho amador quanto jogando boliche (veja a tabela sobre a ocorrência de lesões nos esportes). 

    TABELA COMPARATIVA DA OCORRÊNCIA DE LESÕES EM DIVERSOS ESPORTES
    ESPORTE Nº DE PARTICIPANTES  LESÕES RELATADAS INCIDÊNCIA
    Basquete 26.200.000 486.920 1,86% 
    Futebol 11.200.000 101.946 0,91%
    Voleibol 25.100.000 92.961 0,37%
    Tênis 18.800.000 22.507 0,12%
    Natação 70.500.000 65.757 0,09%
    Boliche 40.800.000 17.351 0,04%
    Mergulho 2.600.000 1.044 0,04%

    Fonte: U.S. National Safety Council, Acident Facts, 1991.

  • O QUE ACONTECE SE HOUVER UMA EMERGÊNCIA? 
    Caso isto ocorra, os alunos não precisam se preocupar pois eles estão em boas mãos. Todo instrutor certificado é obrigado a ter em seu currículo curso de RCP (reanimação cardiopulmonar) e primeiros socorros. Muitos instrutores possuem treinamento avançado em medicina e know-how suficiente para lidar com situações de emergência. Durante as aulas no mar, os instrutores sempre carregam um kit de primeiros socorros e rádio para comunicação entre o barco e a base em terra. 
    A maioria dos acidentes de mergulho são resultantes de erro do mergulhador e poderiam ser evitados se este mantivesse a calma, a racionalidade e seguisse todos os planejamentos de mergulho. 
    Quando em operação de mergulho, todas as operadoras possuem um plano de emergência e os telefones úteis para qualquer situação.

  • DEVO TER MEU PRÓPRIO EQUIPAMENTO? 
    Muitos mergulhadores possuem o próprio equipamento, entretanto, alguns preferem esperar até obter o certificado para só então comprar o equipamento completo. Seu centro de mergulho irá orientá-lo à medida que você passe a mergulhar regularmente, ganhe experiência e se interesse pelas várias especialidades, tais como mergulho em naufrágios, foto-sub, entre outras. É claro que você precisa possuir o equipamento básico, ou seja, máscara, nadadeira e snorkel desde o começo porque estes itens são pessoais e essenciais para o treinamento básico. As diversas operadoras no Brasil e no mundo possuem programas de aluguel de equipamentos. 

  • QUANTO TEMPO DURA O AR DE UM CILINDRO? 
    A maioria dos iniciantes não tem idéia que o cilindro de mergulho é carregado com ar comprimido, seco e filtrado, e não oxigênio. Quanto ao tempo de mergulho que você poderá realizar com o cilindro, isto é muito variável. Depende de vários fatores, tais como profundidade, nível de experiência e da condição física do mergulhador. 

  • QUAL A IDADE MÍNIMA PARA COMEÇAR A MERGULHAR? 
    O aluno deve ter no mínimo 16 anos para obter o certificado. Os mais jovens, entre 12 e 15 anos, podem ser certificados como mergulhador júnior, isto quer dizer que eles devem estar sempre acompanhados de um adulto responsável, um instrutor ou assistente. Não existe limite de idade. Muitos mergulhadores começaram a mergulhar depois dos 60 anos. 

  • E QUANTO AOS TUBARÕES? 
    A probabilidade de você ser atacado por um tubarão é muito remota. Existem centenas de minúsculas criaturas no mar muito mais fáceis de serem consumidas do que os seres humanos. Além disso, algumas espécies de tubarão não são encontradas com tanta facilidade e para que eles ataquem um mergulhador é preciso que sejam provocados. Na costa brasileira dificilmente encontramos tubarão, exceto em alguns pontos como o litoral do Nordeste e Fernando de Noronha. 

  • DEVO SER UM BOM NADADOR? 
    Em geral, os cursos de mergulho exigem que o aluno saiba nadar. Antes de iniciar as aulas práticas, o aluno nada cerca de 100 metros para uma avaliação do instrutor. 

  • EXISTE ALGUM TIPO DE RESTRIÇÃO MÉDICA QUE ME AFASTE DO MERGULHO? 
    Antes de começar o treinamento o aluno deve se submeter a um exame completo. O exame informa ao instrutor as condições médicas do aluno. Existem diversos itens que podem proibir um mergulhador de praticar a atividade, entre eles podemos citar a epilepsia, infecção crônica do ouvido, diabetes, asma, enfisema, doenças no coração, hemofilia, claustrofobia, depressão e doenças relacionadas ao uso de drogas e álcool. 
    Existem outras contra-indicações, chamadas de temporárias, que podem adiar o início do curso. 

  • EU POSSO TER PROBLEMAS COM O OUVIDO NA PISCINA? 
    Alguns mergulhadores acham que quando o ouvido começa a doer na piscina, eles não podem mais mergulhar. Isto não é necessariamente verdade. Algumas pessoas sentem este desconforto enquanto tentam equalizar a pressão do ouvido durante a descida. Equalizar a pressão do ouvido é uma parte fundamental do treinamento, sendo uma das primeiras coisas que o aluno aprende a executar. Caso você não consiga equalizar a pressão, provavelmente existe algum problema. Recomenda-se, então, procurar um médico. 

  • O MUNDO SUBAQUÁTICO É FRIO? 
    Alguns pontos de mergulho possuem água morna o bastante para usar apenas uma roupa fina. Outros locais requerem o uso de roupas um pouco mais grossas para proteger do frio e da abrasão, por exemplo, dos recifes de coral. 
    As roupas de neoprene, inteiras ou em duas peças, oferecem uma excelente barreira térmica. 

  • E SOBRE A DOENÇA DESCOMPRESSIVA? 
    De uma maneira geral, a doença descompressiva (DD) não é um problema, se os mergulhadores tiverem hábitos seguros de mergulho e aderirem aos limites de profundidade e tempo sugeridos pelas tabelas de mergulho. De qualquer modo este é um tópico mais complexo e você irá aprofundar-se nele durante o seu curso de mergulho. 
    Quando respiramos ar sob pressão o corpo absorve nitrogênio. O excesso deste gás normalmente é eliminado durante a subida, se os limites da tabela de mergulho forem respeitados. No caso dos fatores profundidade e tempo terem sido ultrapassados ou a subida à superfície tenha sido feita rápida demais, poderão se formar bolhas na corrente sanguínea. Se forem respeitados os limites a possibilidade de se ter uma DD é menor que 1%. 

  • O QUE POSSO FAZER DEPOIS DE SER CERTIFICADO? 
    Muito. Basta lembrar que três quartos da superfície do planeta são cobertos pela água e existem diversas oportunidades em todos os cantos do mundo. O certificado PDIC é o seu passaporte para grandes aventuras no maravilhoso mundo azul sendo aceito em qualquer parte do Brasil e do Mundo. 
    Mas você não precisa sair do Brasil para mergulhar. 
    Existem diversos pontos de mergulho ao longo do litoral. Podemos citar, entre outros, Fernando de Noronha, Abrolhos, Ilhabela, Angra dos Reis, Búzios, as ilhas do litoral Sul. Outros pontos fora do Brasil, entre eles o Caribe, Mar Vermelho e ilhas do Pacífico também são excelentes locais de mergulho. 
    Como você já pôde perceber mergulhar é uma atividade global. Existem centros de mergulho espalhados por quase todo o mundo e eles são uma grande oportunidade para você desfrutar de raros momentos de grande beleza. Todos estes centros possuem uma lista dos pontos de mergulho mais próximos, além de organizar excursões especiais a lugares exóticos. Eles também oferecem cursos de mergulho avançado e outras especialidades (foto-sub, noturno, naufrágio, entre outros). 

  • QUAIS AS POSSIBILIDADES DISPONÍVEIS PARA CURSOS DE EXTENSÃO? 
    O mergulho é uma atividade multinível e a certificação inicial é apenas a licença para aprender. Muitos mergulhadores se sentem atraídos por novas oportunidades e querem sempre aprender mais. 
    Para os novos mergulhadores, o próximo passo de treinamento e certificação é o curso advanced open water (mergulho avançado). 
    Este programa de treinamento é desenhado para reforçar o que foi aprendido no curso básico e aumentar a sua experiência em mergulhos em águas abertas, além de introduzir o mergulhador em áreas específicas como orientação subaquática, mergulho noturno, busca e recuperação e mergulho profundo. 
    É bom lembrar que o curso avançado é pré-requisito para muitas destas especialidades. 
    Os cursos de especialidade que você irá fazer vão depender das áreas de seu maior interesse. Como exemplo podemos citar mergulho profundo, noturno, foto-sub, vídeo sub, mergulho em naufrágio, mergulho de resgate, mergulho com nitrox, ecologia marinha, entre outros. A sua educação contínua não deverá parar somente nesses cursos. A leitura de revistas especializadas, a participação em eventos e seminários são de extrema importância para o mergulhador. Lembramos ainda que você poderá construir uma carreira profissional no mergulho amador através dos cursos de dive supervisor, assistente de instrutor e instrutor

 

PDIC © 2001 - 2005